Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17/04/2017

# Eu li, e você? # 95

Título: Depois da Meia-Noite
Subtítulo: Abóboras e Loucuras
Autora: A. S. Victorian
Número de páginas: 77
Ano: 2016
Editora: Amazon

Nesta coletânea, A. S. Victorian reconta através da poesia, os contos de fada que ilustraram a maioria das memórias de nossa infância, porém, com uma singularidade nunca antes vista em minha vida de leitora.

Além de utilizar-se de um gênero literário para criar outro, suas poesias não seguem à risca a narrativa dos clássicos, mas sim introduzindo um eu-lírico atual dentro deste incrível mundo de magia e emoção.

E é assim que nos vemos diante de um espelho que reflete os obstáculos e imposições sociais diante do público feminino, bem como um pedido de socorro peculiar: a menina meiga, fofa e sonhadora dos contos de fadas se torna agora uma mulher que pensa por si mesma, tem seus medos, seus desejos e ambições.

A autora utiliza-se de um jogo de palavras cheio de sentimentos em um cenário ambientado no mundo do faz de conta, impossível de descrever com exatidão. Só lendo mesmo para sentir.

Tão recatada, a perfeita menininha
Se esqueceu que sabia chorar
Que não precisava agradar
Seguia todas as regras,
Mas nunca aprendeu a jogar

Dizia para si mesma
"Eles gostam de você"
"A vida é assim"
"Você tem que se encaixar"
"Vai ficar tudo bem"
"Basta só sorrir"
"Basta só fingir..."



CLASSIFICAÇÃO:


ÓTIMO!


12 comentários :

  1. Olá Milena! Pra quem gosta de poesia e contos de fadas realmente deve ser um presente e tanto ler uma obra como esta. Eu, porém, não sou tão fã de poesia e é um gênero que eu não tenho muita paciência pra ler porque sempre fico imaginando que tem muito mais por trás daquelas palavras do que eu consigo enxergar, aí fico me achando burra hahahaha Enfim... a capa é linda, mas por hora, eu passo. Um beijo.
    Jo Scarreiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Hahaha
      Na verdade, poesia é uma questão de conseguir ler as entrelinhas e envolve muito sentimentalismo. Eu gosto, mas existe um momento exato para eu realizar a leitura...

      Beijos

      Excluir
  2. Achei interessante e criativo! Apesar de não ser grande fã de poesias, gosto bastante de contos de fadas.
    Bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você der uma chance, tenho certeza que vai amar!

      Excluir
  3. Oi, Milena. Não conhecia essa autora e nunca li recontos dessas histórias clássicas, apesar de ouvir falar bem de diversos livros. Interessante que ela traz uma nova abordagem para os papeis femininos, algo que não vemos tanto por aí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Maria. E além disso, a maneira como ela escreve, deixa tudo mais fascinante. Eu adorei!

      Excluir
  4. Oie, tudo bem?
    Não conheci o livro, e apesar de ter achado interessante, não sei se leria por agora.
    Mas parabéns pela resenha, não vou ler agora, mas não descarto essa leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thai!
      A leitura de poesias deve ser feita no momento certo, para haver total aproveitamento. Achei certa sua atitude em esperar.

      Beijo

      Excluir
  5. Nossa são tantas versões e possibilidades envolvendo contos de fadas, gosto muito. Sou um pouco chata para poesia, mas com certeza arriscaria essa leitura. Gostei de sua resenha, só não consegui identificar de qual conto essa poesia citada se refere. Beijos

    Nara Dias
    Viagens de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nara, são os contos de fada de maneira geral. Não há um em específico, por isso generalizei.

      Beijos

      Excluir
  6. Olá!
    eu já tinha visto uma resenha desse livro em outro blog e fiquei bem curiosa para ler o livro. Fiquei imaginando como seria uma releitura em poesia. É um livro bem diferente. Assim que tiver oportunidade quero ler.
    Amei a resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Suh!

      Espero que se apaixone tanto quanto eu ♥

      Excluir